sábado, 2 de abril de 2011

Ainda sobre a forma que a FCCR conduz a Cultura em SJCampos.


O texto abaixo foi escrito por uma produtora cultural que atua na cidade de São Paulo.


Só pra gente ter uma idéia de como estão preparados os coordenadores dos espaços para avaliar as oficinas e de que como  a Fundação capacita seu pessoal, vou contar uma história que aconteceu ontem (dia 1º de abril/2011 - Parece mentira, mas não é!) na Casa de Cultura Dom Pedro, com o coordenador do espaço Sr. Zacarias.

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo está promovendo em suas casas de cultura uma espécie de show de talentos. Cartazes colados na Casa de Cultura Flávio Craveiro, anunciam que quem quiser participar da tal mostra basta se inscrever. Eis que meu primo, lê o cartaz e resolve fazer a tal da inscrição. Quando chega para ter informações com o coordenador da casa Sr. Zacarias e a mocinha que também lá trabalha, ouve deles que não estão sabendo de nada. Meu primo então tem que levar os dois "profissionais da Fundação" até o cartaz colado no mural e dizer a eles que segundo o anúncio ele poderia se inscrever em qualquer uma das 11 casas de cultura.
Como os "profissionais da Fundação" não sabiam de nada "de jecas de catibiribas" da tal mostra, também não havia ficha alguma de inscrição...Meu primo deixou lá seu número de telefone para que assim que eles tiverem mais informações a respeito do evento produzido por eles, entrassem em contato!

Bom, é esta mesma Fundação que exige profissionalismo numa avaliação sem critérios para os educadores e capacita os seus profissionais desta forma. É a mesma Fundação que trata os munícipes como clientes, (ai se uma empresa tratar seus clientes assim...). 

É isso, 

Vivi


Nenhum comentário:

Postar um comentário