terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Manifestação dos artistas de SJCampos é mal recebida por "entidade".


Quero compartilhar com todos os senhores meus nobres amigos, colegas e aos interessados, a mensagem que enviei por email ao prefeito de nossa cidade junto com o link do vídeo feito pelos artistas e, mais a baixo, a carta que foi entregue ao presidente do conselho deliberativo da "entidade" FCCR.


Ilmo Sr. Eduardo Cury, prefeito de SJCampos, "nossa" cidade.

Venho por meio deste, apresentar ao senhor as imagens captadas pelos artistas que foram até a sede da FCCR, para entregar uma carta ao Presidente do Conselho Deliberativo da "entidade". Lamentavelmente, conforme poderá ver na imagem, um funcionário da "entidade" fechou e trancou a porta na cara dos artistas, os mesmos que são agraciados pela FCCR nos momentos que convém!

Espero que o Sr. não se omita diante de tamanho autoritarismo e falta de educação pois, como rege em seu estatuto as reuniões do Conselho Deliberativo da FCCR deveria ser aberta a participação da população, principalmente da classe artistica.

Estou encaminhando para alguns contatos meus, com cópia em aberto e oculta! 

Abaixo o link do vídeo e também, a carta escrita por uma cidadã joseense, pedagoga e arte educadora.

Assista:

http://www.youtube.com/watch?v=BlI1Aza-d5o
 
A Carta:

Na minha casa quando chega uma visita, ainda mais cantando, abrimos a porta, nunca a trancamos... ficamos gratos e felizes...

Assim também é na Folia de Reis, cantamos na porta até que o "dono" da casa venha convidar para entrar, cantar, conversar, compartilhar.

Aqui na minha casa, estamos acostumados a agir assim, aprendemos desde pequenos, dar valor a simples e singelos atos de amor e cordialidade.

Cada um dá aquilo que pode e tem para dar...rsrsr  no caso nós artistas temos educação, arte, cultura, elegância e ternura...e se temos, precisamos propagar, compartilhar...quem sabe um dia eles e elas aprendem, que é através do diálogo aberto, franco e tranquilo, que a transformação pode acontecer, tenho fé que um dia a Cultura da Paz vai prosperar!

Segue o cortejo meus irmãos e peço desculpas por terem passado por isso, vocês que, como eu, tão generosamente deixaram suas famílias, sairam do trabalho, cansados e foram diretos para a F.C.C.R. exercer a cidadania e contribuir para construir a democracia nesta cidade...perdoem...eles não sabem o que fazem... já ouviram isso antes?

Mas quero dizer que fiquei muito feliz com nossa atitude madura, tranquila, serena e brincante. Nossa roda do início do cortejo foi maravilhosa, relembramos nossos antepassados, respeitando nossa ancestralidade, pedindo a benção a cada um que veio antes de nós, cantamos pelo corredor frio da Fundação, levando alegria e divertimento de nossas cores e tambores. Depois cantamos na porta da reunião do Conselho, mesmo tendo eles a trancado na nossa frente.

Mantivemos o controle, serenidade e solicitamos a presença do dirigente da reunião para a entrega da carta. O Alcemir, um dos indicados para a lista tríplice trouxe o Sr. Mário para recebê-la de nossas mãos. Ele disse que não poderíamos entrar porque a reunião era somente com conselheiros. Até mesmo o Alcemir, porque era apenas um dos indicados foi "convidado" a se retirar.

Pude perceber o desconforto e constrangimento de muitos (até conhecidos e gente de bem) que estavam lá dentro... com a situação da porta...ficou bem entendido, quem é povo e quem é poder na visão deles...só por isso já valeu.

Fizemos o que fomos para fazer, simbolicamente entregamos nosso manifesto, nos manifestamos, colocamos de forma transparente nossos anseios, desejos com relação a Politica Cultural de São José dos Campos, saimos cantando e fomos brincar de roda e de ciranda bem longe dali.

Voltamos para nossa roda, fizemos nossa avaliação sobre aquele nosso ato cidadão e fomos fazer poesia lá na Ciranda do Bola de Meia...Isso é de um requinte minha gente...e merece comemoração! E Viva Santos Reis! Viva os artistas dessa cidade-ilha!!!

Abraços solidários, brincantes e saltitantes!

Jacqueline Baumgratz


Nenhum comentário:

Postar um comentário