quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Carta do Coordenador do GEDESP, publicada no jornal O Vale.



Sobre o aumento do "salário" dos vereadores de SJCampos, mesmo que eu decida sair candidato a vereador, devido a grande insistência de vários amigos e outras tantas pessoas, quero expressar que sou completamente contra qualquer reajuste maior do que o baseado para aumentar o salário mínimo.

Hoje tive a grata surpresa de ler na sessão CARTA DO LEITOR do jornal O Vale, um texto enviado pelo Sr. Almir Fernandes, Diretor do CIESP SJCampos e Coordenador do GEDESP, que disse:

"Em reportagem publicada ontem sobre o aumento salarial dos vereadores, o vereador Walter Hayashi declara que 'a Câmara nunca se meteu na diretoria do GEDESP'.
Gostaria de esclarecer ai vereador que o GEDESP é formado por líderes empresariais das 12 maiores entidades de classe de São José dos Campos.
Não temos nenhuma remuneração pelo GEDESP e muito menos pelas entidades que dirigimos. Somos voluntários e trabalhamos para o bem das nossas empresas e do município.
Ao contrário de nós, o vereador se esquece que é um membro de um órgão colegiado representativo de um município, e que isto não é uma profissão. De quatro em quatro anos, os vereadores são eleitos pelo povo para representá-lo e são remunerados pelo poder público - com dinheiro desse mesmo povo, a quem os vereadores devem satisfação.
Indelicadeza não é enviar ofício aos vereadores pedindo que votem de acordo com os manifestos da população. Indelicadeza é legislar em causa própria, sem se preocupar com a opinião daqueles que os elegeram.
Nós, do GEDESP, continuaremos unidos e à disposição da comundade para discutir e estudar políticas de desenvolvimento econômico e social para São José dos Campos e Região".


Nenhum comentário:

Postar um comentário